Meia hora com os pés amarrados em praça pública: o 'castigo' a quem furar a quarentena na Colômbia

Segundo o prefeito da cidade, punição está surtindo efeito

Meia hora com os pés amarrados em praça pública: o 'castigo' a quem furar a quarentena na Colômbia
Pessoas cumprem punição em cidade na Colômbia — Foto: Reprodução/ Twitter



A prefeitura do município de Tuchín, em Córdoba, na Colômbia, decidiu aplicar uma punição pouco usual a quem desrespeitar a quarentena na cidade: meia hora com os pés amarrados - em uma estrutura de madeira conhecida como cepo - em praça pública. A medida começou a ser aplicada no dia 2 de abril e, segundo o prefeito da cidade, está surtindo efeito. "Se impusermos uma sanção econômica, a grande maioria não terá como pagá-la, mas se recorrermos a essas práticas típicas de sua cultura, as estamos fazendo com que cumpram as leis e mantenham vivas suas tradições", explicou Alexis Salgado, em seu Facebook.

$ads={1}
O "castigo" não era aplicado há anos, mas está previsto em lei e faz parte da tradição do povo indígena Zenú, povo originário da região onde é localizado o município de Tuchín.


Com informações do O Dia - IG

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE