Recesso escolar na rede estadual de Pernambuco é antecipado por causa do coronavírus

Período de descanso começa oficialmente nesta sexta-feira e terá 15 dias. Em outros anos acontecia em julho

Recesso escolar na rede estadual de Pernambuco é antecipado por causa do coronavírus
Aulas presenciais nas escolas e faculdades de Pernambuco estão suspensas desde 18 de março — Foto: Sérgio Bernardo/ Acervo JC Imagem



A partir desta sexta-feira (15), até 29 de maio, alunos da rede estadual de Pernambuco estão oficialmente de férias. Portaria que regulamenta a medida foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira. Nas escolas estaduais, o período de descanso no mês de julho é chamado de recesso, já que as férias oficiais são em janeiro. O governo justifica que a medida decorre da necessidade de minimizar os impactos da suspensão das aulas por causa do novo coronavírus.

Com o início do recesso, serão suspensas as aulas remotas e outras atividades não presenciais que estão sendo ofertadas aos estudantes desde o início de abril. A rede estadual tem cerca de 580 mil alunos matriculados nos ensinos fundamental (98% nos anos finais, do 6º ao 9º ano) e ensino médio. 

Em Pernambuco, por decreto estadual, as atividades presenciais em escolas e faculdades públicas e privadas estão proibidas desde 18 de março como uma das formas de evitar a transmissão da covid-19. Até esta quinta-feira (14), havia 15.588 pessoas infectadas e 1.298 mortes.

A Secretaria Estadual de Educação diz que mesmo de recesso, os alunos poderão revisar os conteúdos já produzidos pelo Educa-PE, pelo YouTube. Novas aulas voltarão a ser exibidas a partir de 1º de junho.

$ads={1}
Rede privada

A medida seguida pelo governo estadual foi a mesma adotada pelas escolas da rede privada. As férias na rede particular de ensino, que são sempre em julho, foram antecipadas para o mês de abril, também por causa da pandemia.

Com tantos dias de isolamento social e impossibilidade de realização das aulas presenciais, todas as redes de ensino terão que ajustar seus calendários letivos quando a pandemia passar. Resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) sugere aulas aos sábados, no contraturno ou acréscimo de carga horária nos dias normais de aula.

Com informações do JC Online

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE