Facebook SDK

Músico foi acusado de latrocínio, mas no momento do crime ele estava tocando em um bar.

Homem é solto depois de ficar quase três anos preso por engano
Músico foi preso por crime que não cometeu — Foto: Reprodução

O músico Vando dos Santos Bernardo deixou a cadeia neste sábado (13), depois de passar quase três anos preso por engano no Rio de Janeiro. Ele foi preso em 2018, acusado de ter cometido um latrocínio na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio no ano anterior.

$ads={1}

No entanto, no mesmo dia e horário do crime o homem estava tocando em um bar em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Segundo a decisão da Justiça, a investigação da Polícia Civil apresentou falhas.

Em nota, a polícia informou que orienta, desde outubro do ano passado, que os delegados não usem apenas o reconhecimento fotográfico como única prova em inquéritos policiais para pedir a prisão de suspeitos.

A nota diz ainda que o reconhecimento por foto, que é aceito pela Justiça, é um instrumento importante para o início de uma investigação, mas deve ser ratificado por outras provas técnicas.

$ads={2}

Com informações do NE10 Interior

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade