Facebook SDK

É possível se inscrever a partir da segunda-feira (5) até o dia 18 de julho, na internet. Oportunidades em 16 campi são para o segundo semestre de 2021.

IFPE oferece 2.893 vagas em cursos técnicos e superiores com seleção sem vestibular e inscrição gratuita
Campus Recife do Instituto Federal de Pernambuco fica na Zona Oeste da capital pernambucana — Foto: Marina Meireles/ G1

Com inscrição gratuita e todas as etapas realizadas na internet: assim será o processo seletivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPE) para preencher 2.893 vagas em 16 campi. Os detalhes do processo de ingresso para o segundo semestre de 2021 foram divulgados nesta sexta-feira (2) pela instituição de ensino (confira o cronograma no final desta reportagem).

$ads={1}

As inscrições nessa seleção, que substitui o tradicional vestibular do IFPE devido à pandemia da Covid-19, começam na segunda-feira(5) e podem ser feitas até o dia 18 de julho na internet. O total de vagas oferecidas está distribuída da seguinte forma:

  • 2.129 para cursos técnicos na modalidade subsequente (para quem concluiu o ensino médio);
  • 377 vagas para cursos superiores;
  • 352 para cursos técnicos na modalidade integrada ao ensino médio;
  • 35 vagas no Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

Ao todo, 60% das vagas são reservadas para estudantes oriundos da rede pública de ensino. Além disso, há cotas para pessoas com deficiência, pretas, pardas e indígenas, assim como reserva de vagas nos cursos com vocação agrícola para quem mora na zona rural.

Inscrição e documentos

Ao se inscrever, os candidatos aos cursos superiores podem escolher usar a nota geral do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou a do desempenho escolar baseada no histórico escolar do ensino médio ou em documento equivalente.


No caso da nota geral do Enem, são aceitas as notas de uma das edições realizadas entre 2016 e 2020. Ainda neste último caso, o documento precisa conter o nome completo do candidato, a edição do Enem, o número de inscrição e do CPF, além da íntegra das pontuações obtidas. Também é preciso inserir a nota obtida em cada área do exame.

Quem optar pelo histórico escolar deve usar as notas do 1º e 2º ano, anexando a cópia digital da frente e do verso do documento, que deve apresentar o nome completo do candidato, carimbo e a assinatura ou certificado digital do responsável pela escola. Outra opção é anexar uma declaração com as médias das disciplinas do 1º e 2º ano, com assinatura e carimbo do responsável pela escola.

O histórico escolar ou certificação equivalente deve ser apresentado por quem vai concorrer às vagas dos cursos técnicos nas modalidades integrado e subsequente, sendo levadas em consideração as notas obtidas do 6º até o 8º ano do ensino fundamental e as do 1º e 2º anos do ensino médio, respectivamente.

"O objetivo é não prejudicar estudantes no último ano de seus respectivos níveis que tiveram as atividades de ensino paralisadas por conta da pandemia", afirmou o IFPE, por meio de nota.

O instituto também informou que aqueles que tiverem a inscrição indeferida, devido a documentações ou informações divergentes, podem corrigir os dados ou documentos anexados, durante o processo de retificação de inscrições.

Cronograma

  • 26 de julho: divulgação da lista preliminar das inscrições;
  • 27 a 28 de julho: retificação de dados e documentação;
  • 4 de agosto: resultado preliminar do processo de retificação;
  • 12 de agosto: divulgação da lista de aprovados;
  • 16 de agosto: início do período de matrícula.

$ads={2}

Com informações do G1 PE

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade