Facebook SDK

Tatiane Alves foi informada de que iria trabalhar mais antes de encerrar seu expediente. Ela denunciou o caso nas redes sociais

PM é presa ao se recusar a fazer hora extra por precisar amamentar filho no Maranhão
Foto: Divulgação/ Tatiane Alves

A soldado Tatiane Alves, da Polícia Militar do Maranhão, foi presa após recusar passar do seu horário de expediente. As informações são do O Globo.

$ads={1}

Incidente aconteceu durante o aniversário da cidade de São Luís. Tatiane disse que às 20h foi comunicada que seu trabalho, que começou às 14h, se estenderia até o término do evento.

A policial disse que ninguém recebeu alimentação e, portanto, estava sem condições físicas de ficar no local. Tatiane disse que falou para o seu superior, o tenente Mário Oliveira, que precisava amamentar seu filho. O comandante não atendeu ao pedido e a prendeu por desobediência.


Após ser solta, a policial ficou sabendo que tinha sido transferida de posto, mas ela pediu afastamento para tratamento.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão lamentou o incidente e disse que reforça seu comprometimento em mitigar condutas de membros da corporação, incompatíveis com os princípios profissionais e éticos que orientam as atividades do Sistema de Segurança do Maranhão.”.

$ads={2}

Com informações de O Globo e Melhor da Tarde

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade