Facebook SDK

Através desse cadastro, o governo federal cria programas para beneficiar as famílias em situação de vulnerabilidade social

Como se cadastrar no CadÚnico para receber Auxílio Brasil e Vale Gás
Foto: Divulgação/ SEDS Governo Federal

Jornal DCI Digital

O Cadastro Único para programas sociais ou CadÚnico como é conhecido, se trata do principal requisito para participar de vários programas sociais do governo federal. Esse sistema reúne dados das famílias de baixa renda, por isso, os cidadãos precisam saber como se cadastrar no CadÚnico e garantir o recebimento de novos benefícios, como por exemplo, o Auxílio Brasil e o Vale Gás. 

O que é o Auxílio Brasil e o Vale Gás?

Antes de saber como se cadastrar no CadÚnico, vamos conhecer mais sobre os novos benefícios que podem ser pagos pelo governo federal em breve. O Auxílio Brasil, por exemplo,  foi criado para substituir o Bolsa Família e vai manter praticamente as mesmas regras. Seu objetivo é aumentar o valor pago às famílias que, atualmente recebem cerca de R$190 mensais.

Além disso, o novo programa pretende elevar o número de beneficiários que estão na condição de pobreza e extrema pobreza e que possuem renda mensal per capita entre R$ 89 e R$ 178. A previsão é de que esse programa tenha início em novembro.

Por sua vez, o Vale Gás como popularmente é chamado, se trata de um programa proposto por deputados para ajudar as famílias na compra do gás de cozinha. O projeto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal e agora aguarda a sanção presidencial para ser pago.

Nesse caso, o repasse da ajuda financeira será feita de forma bimestral e o valor a ser repassado aos cidadãos ainda precisa ser definido. A previsão é de que o governo vai pagar cerca de 50% do valor atual do botijão de 13Kg. 

Quem tem direito a se inscrever no Cadastro Único?

Quem ainda não fez a inscrição e quer saber como se cadastrar no CadÚnico para receber Auxílio Brasil e Vale Gás,  deve estar atento aos requisitos. Um deles está relacionado à renda que deve ser de até meio salário-mínimo por pessoa. Em 2021, esse valor corresponde a R$550 por pessoa. 

No total, a renda familiar pode chegar à R$ 3.300 o que corresponde à três salários mínimos. Para quem possui renda familiar maior que o limite, é permitida a inscrição desde que esteja pleiteando algum benefício que exija o CadÚnico.

Além disso, as pessoas ou mesmo famílias que vivem em situação de rua também podem se inscrever. Se você atende a esses requisitos, reúna os documentos necessários para formalizar a inscrição. Vale lembrar que a idade mínima para se cadastrar no CadÚnico é de 16 anos.

O que é necessário para se cadastrar no CadÚnico?

Além de atender aos requisitos para se cadastrar no CadÚnico, o interessado precisa reunir toda a documentação dos membros de sua família. Dentre os principais, estão:

  • CPF (Cadastro Pessoa Física);
  • RG (Carteira de identidade);
  • Título de eleitor;
  • Certidão de casamento ou de nascimento;

As famílias indígenas ou quilombolas não precisam apresentar esses documentos, desde que possuam Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI). Há ainda documentos que não são obrigatórios, mas que ajudam no cadastramento.

Dentre eles, podemos ressaltar a  carteira de trabalho; comprovante de endereço e comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Mesmo que falte algum documento, o cadastro também é feito, mas o cidadão deve providenciá-lo o quanto antes para não ficar fora dos programas sociais. 

Como se cadastrar no CadÚnico para receber benefícios?

O novo programa social do governo federal chamado de Auxílio Brasil será pago apenas às pessoas que possuem o CadÚnico. Esse também será o principal requisito para receber o Vale Gás, sendo assim, os cidadãos que têm interesse em receber benefícios devem saber como se cadastrar no CadÚnico.

Para isso, você deve procurar a prefeitura de sua cidade ou ir até o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município onde a pessoa interessada reside. O atendimento é feito de forma presencial, mas devido às medidas de distanciamento social a orientação é fazer o agendamento prévio.

Na unidade, solicite o cadastro e apresente os documentos para que seja preenchido o formulário com os dados apresentados pelo responsável pela família. Depois, o mesmo também passará por uma entrevista. Neste momento serão feitas perguntas sobre as condições da residência onde a família reside, assim como a renda recebida pelos membros, qual o grau de escolaridade de cada um, dentre outras questões.

Todo esse procedimento pode levar em média uma hora. Após isso, todos os dados são registrados no sistema do CadÚnico para que seja gerado um NIS (Número de Identificação Social). Esse número costuma ser utilizado para o pagamento do Bolsa Família e que em breve será substituído pelo Auxílio Brasil. 

Como fazer atualização do Cadastro Único?

Aqueles que já se cadastraram no CadÚnico para receber o Auxílio Brasil e o Vale Gás, também precisam ficar atentos à situação atual do registro. Isso porque esses benefícios somente serão liberados para quem está com seus dados atualizados.

Ao se cadastrar no CadÚnico, o cidadão se compromete a fazer a atualização sempre que ocorrer alguma alteração em suas informações. Isso vale nos seguintes casos:

  • nascimento ou falecimento;
  • mudança de endereço;
  • membro da família que foi morar em outro lugar;
  • crianças entraram ou mudaram de escola;
  • aumento ou diminuição da renda familiar;
  • mudança de cidade;

Também certifique-se de que os dados estão sendo atualizados a cada dois anos. Esse procedimento também é feito junto ao CRAS ou em postos de atendimento do CadÚnico. 

Como saber se faço parte do Cadastro Único?

Para saber se você já possui o CadÚnico, você pode ir até o CRAS e solicitar informações sobre o registro. Outra opção é conferir a sua inscrição através da internet. Para isso, você vai precisar acessar o site ou aplicativo Meu CadÚnico.

Como se cadastrar no CadÚnico para receber Auxílio Brasil e Vale Gás
Foto: Reprodução

Depois, informe o nome completo do beneficiário, a data de nascimento, o nome da mãe, além do estado e município onde reside. Feito isso, clique na opção “não sou robô” e aperto o botão “emitir certidão”. É importante ressaltar que, as pessoas cadastradas há menos de 45 dias da consulta não serão localizadas, pois a informação do cadastro ainda não está disponível no sistema.

Como se cadastrar no CadÚnico para receber Auxílio Brasil e Vale Gás
Foto: Reprodução

Por outro lado, quem já foi incluído, poderá verificar como está seu cadastro e emitir a certidão que comprova a inscrição. Através da plataforma também é possível saber qual NIS foi gerado pela família. Quem preferir também pode ligar para o número 0800 707 2003 das 07h às 19h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 16h nos finais de semana e feriados. A ligação é gratuita.

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade