Facebook SDK

Agressões aconteceram em Campinas e foram filmadas por testemunhas; motorista já foi identificado


O que começou com uma discussão de trânsito quase terminou em tragédia na tarde deste domingo (21).

Eram 12h em Campinas (SP), cidade a cerca de 100 km de São Paulo. Imagens gravadas por uma testemunha mostram o motorista de uma Mitsubishi Pajero discutindo com um motoqueiro, entregador de aplicativos.

A discussão se estendeu diante de testemunhas. Irritados com o tráfego parado, os motoristas dos veículos atrás da picape começam um buzinaço.

Depois, o motoqueiro bateu com o capacete que estava em uma das mãos no rosto do motorista da picape. Ele tentou fugir, mas deu meia-volta e parou sobre uma calçada.

Foi nesta hora que o motorista acelerou e tentou atropelar o motoqueiro, que foi mais rápido e pulou da moto. O motorista tentou uma nova investida, em meio a xingamentos das duas partes.

O motoqueiro começou a pedir socorro, mas o piloto da picape, em um dia de fúria, tentou novos atropelamentos. Com o veículo importado, tentou ir para cima do motoqueiro, que estava atrás de árvores em uma calçada se protegendo.

Ele desceu então do veículo, transtornado, indicando que ia embora. Depois, partiu para a briga com o entregador. Os dois trocaram socos e chutes. O motorista caiu no chão, ficou ferido e resolveu ir embora.

Depois da briga, outros motoqueiros passaram a perseguir o motorista da picape. Só que, mais à frente, outro motorista – também de um carro importado - acabou atropelando um motoboy que estava parado para fazer uma entrega e não tinha nada a ver com a confusão.

O motociclista de 36 anos foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros com fraturas em várias partes do corpo e encaminhado ao Hospital de Clínicas da Unicamp.

O primeiro motoqueiro atingido, que foi quem discutiu com o condutor da Pajero, não teve ferimentos. A Polícia Civil de Campinas já identificou o motorista da picape e trabalha agora para chegar ao outro motorista, que atropelou o segundo motoqueiro e fugiu.

Com informações do Brasil Urgente

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade