Facebook SDK

Um homem jogou fora um disco rígido (HD) de um laptop com bitcoins que ele acredita que agora valem cerca de 210 milhões de libras (cerca de R$ 1,5 bilhão) e quer uma autorização para que ele possa procurar o aparelho em um aterro sanitário.

Bitcoin em alta: britânico pede ajuda para recuperar HD com R$ 1,5 bilhão em moeda virtual jogado fora
James Howells jogou fora o HD que agora vale cerca de 1,5 bilhão há mais de sete anos — Foto: Reprodução/ James Howells

James Howells tinha 7,5 mil bitcoins, uma moeda virtual, armazenados no HD que ele jogou fora por engano em 2013.

Ele disse que está disposto a doar 25% do valor dos bitcoins para sua cidade natal, Newport, no sul do País de Gales — cerca de 52,5 milhões de libras (R$ 375 milhões) — se ele encontrar o disco rígido.

$ads={1}


O conselho de Newport disse que a escavação não seria possível sob sua permissão de licenciamento.

Howells disse que se ele recuperasse o HD, ele gostaria que parte do dinheiro fosse colocado em um "fundo de ajuda para combater a covid-19" para as pessoas em Newport usarem "sem serem questionadas".

"Imagine como seria ótimo dizer 'Eu dei a todos na cidade algumas centenas de libras'", disse ele à BBC.

Howells comprou os bitcoins por muito pouco em 2009, mas o HD acabou em uma gaveta depois que ele derramou bebida no laptop onde o hardware estava instalado.

Ele manteve o disco rígido na gaveta do escritório e "esqueceu-se totalmente dos bitcoins" — então, quando fez uma limpeza, acreditou que tinha retirado tudo.


Disparada do preço

Quando ele jogou fora o disco rígido em 2013, o valor dos bitcoins era de cerca de 4,6 milhões de libras (cerca de R$ 33 milhões).

Mas agora eles valem quase 50 vezes mais, com o custo de um único bitcoin atualmente ser de pouco mais de R$ 206 mil após uma valorização.

Ele disse que pediu ao conselho de Newport uma permissão para vasculhar o aterro várias vezes, mas não conseguiu a autorização.

"Eu ofereci às autoridades locais 10% dos fundos recuperados para que eles me dessem permissão para fazer buscas em suas propriedades, mas, infelizmente, eles disseram não na época", disse Howells à BBC Radio 5 Live.


"O que realmente aconteceu depois disso foi que o valor do bitcoin disparou ainda mais. Em 2017, o meu disco rígido valia aproximadamente 125 milhões de libras (R$ 893 milhões), momento em que fiz outra oferta de 10% e, infelizmente, também foi recusada.


James Howells disse que quer doar um quarto do dinheiro dos bitcoins ao povo de Newport — Foto: Reprodução/ James Howells

"Na verdade, não fiz uma oferta a eles hoje, mas estou disposto a aumentar para 25%. Na cotação atual, isso seria de 52,5 milhões de libras (R$ 375 milhões) e gostaria de colocar isso em um fundo de ajuda contra a covid para os cidadãos de Newport."

Howells disse que procurar o disco rígido no aterro "não seria tão difícil quanto você imagina", pois ele empregaria uma equipe profissional — e sabe quando ele o jogou fora, então pode usar isso para encontrar uma referência de onde o disco rígido está enterrado.

Ele acrescentou que investidores se ofereceram para cobrir o custo de escavação do aterro, em troca de uma grande proporção do bitcoin recuperado.

Howells disse que deseja se encontrar com o conselho para discutir o que ele disse ser uma situação "ganha-ganha-ganha". Para ele, para o conselho e à cidade.


$ads={2}

Mas uma porta-voz do conselho disse: "O conselho da cidade de Newport foi contatado várias vezes desde 2013 sobre a possibilidade de recuperar um hardware de TI que supostamente contém bitcoins".

"A primeira vez foi vários meses depois que Howells sentiu a falta do hardware."

"O conselho disse a Howells em várias ocasiões que a escavação não é possível sob a nossa permissão de licenciamento e que a própria escavação teria um enorme impacto ambiental na região."

"O custo de cavar o aterro, armazenar e tratar os resíduos pode chegar a milhões de libras — sem qualquer garantia de encontrá-lo ou ainda estar em funcionamento."

Com  informações da BBC Brasil

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade