Facebook SDK

A finalidade é evitar ou minimizar os desastres, bem como preservar a integridade física e moral da população e restabelecer a normalidade social.

Prefeitura de Sertânia entrega Plano de Contingência de Proteção e Defesa Civil
Foto: Reprodução/ Eduardo Azevedo/ Mídia em Ação

A Prefeitura de Sertânia, por meio da Defesa Civil Municipal, entregou à Casa Militar de Pernambuco o Plano de Contingência de Proteção e Defesa Civil. O objetivo é estabelecer os procedimentos a serem adotados em casos de eventos naturais de grande proporção.


$ads={1}

A ação se tornou primordial após as enchentes ocorridas em 2020 no município. Os dados referentes ao ano passado trazem que 36 famílias ficaram desabrigadas, 10 famílias desalojadas, 138 pessoas afetadas e cerca duas residências danificadas e destruídas.  Um dos fatores contribuintes para os prejuízos causados com as enchentes em Sertânia são as habitações muito próximas do Rio Moxotó e em comunidades que ficam nas áreas de planície de inundação e de encostas.


Por isso, o plano traz pontos sobre o monitoramento, alerta, alarme e resposta, incluindo as ações de socorro, ajuda humanitária e reabilitação de cenários.  O monitoramento deverá ser capaz de estabelecer as condições para um alerta indicando a possibilidade de ocorrências com o máximo de antecedência, para deslizamentos de grande impacto. Também deverá haver a divulgação das informações através de rádio e outros meios de comunicação.

O plano indica, ainda, que o tempo de mobilização de todos os órgãos envolvidos é de no máximo 06 horas, independente do dia da semana e do horário do acionamento. Está sendo feito um monitoramento diário para saber as cotas máximas das barragens do Açude Barra, Reservatórios: Moxotó, Barreiros, Campos e Barro Branco que são da Transposição do Rio São Francisco, além da leitura dos níveis do Rio Moxotó, conjuntamente com APAC e CODECIPE.


A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil – COMDEC será responsável por instalar um sistema de alerta, que seja transmitido em tempo ágil, para que em caso de um evento adverso as pessoas que moram em locais de riscos saiam com segurança. Esse sistema deve ser instalado em todas as comunidades vulneráveis. Caberá ao órgão de proteção e Defesa Civil Municipal a organização da cena: posto de comando; área de espera; áreas de evacuação; rotas de fuga; pontos de encontro; e abrigos.

O PLANCON (Plano de Contingência de Proteção e Defesa Civil) de Sertânia foi desenvolvido a partir de mapeamento dos locais que têm potencial de risco para inundações. Assim foram definidos os bairros e as localidades que devem receber atendimento emergencial.  O Plano foi elaborado para ser aplicado nas seguintes áreas: Rua Laje dos Pires, Rua José Laet Cavalcanti, Rua Santina de Oliveira, Rua Maria Francisca de Jesus (Favelinha), Rua Juraci Pereira (2ª Travessa Treze de Maio), Rua Santa Rita, Corredor de João Pires, Alto do Rio Branco, Fazenda Sussuarana e toda zona rural - onde tenha passagem do Rio Moxotó e seus afluentes.


$ads={2}

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade