Facebook SDK

O vídeo foi gravado há um ano e o estudante se referia aos seguranças da UFPB. A polícia investiga o caso.

Em vídeo, estudante da UFPB encontrado morto relatou ameaça: "Se eu aparecer morto foram eles"
Clayton Tomaz de Sousa, de 31 anos — Foto: Reprodução/ Redes Sociais



Foi identificado como o de Clayton Tomaz de Souza, de 31 anos, conhecido como 'Alph', o corpo encontrado no dia 8 de fevereiro às margens de uma estrada em Gramame. A identificação foi feita através de impressão digital e a confirmação veio nesta segunda-feira (17). Familiares do jovem pernambucano estão em João Pessoa.

Leia também ↷
>>> Corpo encontrado com marcas de tiros na Paraíba é de estudante Arcoverdense <<<

Clayton era estudante do curso de filosofia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e estava desaparecido desde o dia 6 de fevereiro. O corpo do jovem foi encontrado dia 8, com marcas de tiros.

Segundo o Instituto de Polícia Cientifíca (IPC), a autópsia foi realizada no dia 10. A vítima sofreu um disparo de arma de fogo na cabeça. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. O delegado Paulo Josafá contou ao Portal T5 que deve conversar com pessoas que conviviam com o rapaz, como colegas e amigos.

$ads={1}
Um vídeo, que passou a circular nas redes sociais nesta segunda-feira (17), mostra o jovem fazendo um comentário nas dependências da UFPB. No material, gravado pelo próprio Clayton há um ano, ele chega a dizer algo sobre os seguranças da instituição: "Minha vida está em risco, hein galera! Se eu aparecer morto foram eles".

Em outro vídeo, ele chegou a dizer: "Temo pela minha vida". Nele, gravado no dia 27 de janeiro de 2019, ele disse que desde a hora que entrou na instituição ao menos quatro guardas o cercaram.

A assessoria de imprensa da UFPB informou que a instituição não vai se pronunciar sobre o caso, já que a ocorrência foi registrada fora do Campus. Disse ainda que a segurança da universidade é realizada por uma empresa privada e que os agentes não têm nenhum vínculo com a instituição. A empresa que presta serviços à UFPB não atendeu as ligações do Portal T5.

O Diretório Central dos Estudantes da UFPB lamentou a morte de Alph, que era atuante no movimento estudantil e chegou a ser coordenador geral.






Com informações do Portal T5

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade