Facebook SDK

Mortes ocorreram em dois confrontos. Com os criminosos, foram encontrados fuzis, granadas e coletes à prova de balas

Polícia de Minas mata 25 em operação contra 'novo cangaço' em Varginha
Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Uma operação conjunta entre Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) resultou na morte de 25 suspeitos de roubos a bancos neste domingo (31), em Varginha, em Minas Gerais. A PM disse que os suspeitos eram especialistas neste tipo de crime.

Com os criminosos, a polícia apreendeu granadas, fuzis e coletes à prova de balas. Os confrontos teriam ocorrido em duas abordagens diferentes: na primeira, os suspeitos atacaram as equipes da PRF e da PM — na ocasião, 18 criminosos morreram. 

Na segunda abordagem, que ocorreu em uma chácara, foi encontrada outra parte da quadrilha. Após nova troca de tiros, sete suspeitos morreram. 

Continua depois da publicidade


Polícia de Minas mata 25 em operação contra 'novo cangaço' em Varginha
Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Nas duas ocasiões foram recuperados explosivos, armas longas ponto 50 e 10 fuzis, além de outras armas usadas pelos bandidos. Também foram apreendidas granadas, coletes, miguelitos e 10 veículos roubados. 

— Foi uma operação conjunta PRF e PM, que resultou em uma apreensão de forte armamento, um grande número de armas de fogo, além também de explosivos, coletes balísticos que eram utilizados por esses infratores. O que temos até agora é que houve essa grande apreensão em que vários criminosos estão sendo socorridos — disse a capitã Layla Brunnela da Polícia Militar de Varginha. 

— Provavelmente é a maior operação referente ao novo cangaço aqui no país, muitos infratores fariam um roubo a banco e foram surpreendidos pelo nosso serviço de inteligência integrado com a Polícia Rodoviária Federal — completou. 

Segundo a PM, será realizada uma coletiva de imprensa ainda neste domingo (31) para esclarecer os fatos. A PRF disse que a ocorrência já foi encaminhada à Polícia Judiciária.

Com informações do G1

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade