Facebook SDK

Geisa Sfanini, de 32 anos, morreu nesta segunda-feira (27) na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital Geral de Vila Penteado, em São Paulo (SP).

Morre mulher que teve 90% do corpo queimado quando cozinhava com álcool em SP
Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal

Ela estava internada no local desde o último dia 2 quando teve 90% do corpo queimado após usar álcool combustível para cozinhar em Osasco (SP).

$ads={1}

Geisa deixa um filho de 8 meses, Lucas Gabriel, que também sofreu queimaduras em 18% do corpo, mas se recuperou e está morando com o pai. De acordo com uma vizinha de Geisa, Mônica Teixeira de Oliveira, de 34 anos, a muher passava por dificuldades financeiras e estava sem dinheiro para comprar gás de cozinha.

Veja também

Continua depois da publicidade


“Como as coisas apertaram, algumas vezes ela se alimentava na minha casa, ou eu mandava comida para ela, leite para o neném. Ajudava em tudo. Ela era uma pessoa incrível, cheia de sonhos e muito vaidosa apesar das dificuldades”, disse Mônica ao G1.

Geisa recebia bolsa aluguel da Prefeitura de Osasco, destinado às famílias em situação de vulnerabilidade social. Ela estava desempregada e sustentava a criança com cerca de R$ 375 que recebia do Programa Bolsa Família, do governo federal, além de bicos como vendedora de perfume.


$ads={2}

Com informações do G1

Inscreva-se no canal do Mídia em Ação no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Vimeo!

Deixar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Continua depois da publicidade

Publicidade